Saiba mais sobre Inseminação Artificial

A Inseminação Artificial caracteriza-se pela introdução dos melhores espermatozóides capacitados em laboratório no útero da mulher, não necessitando da retirada dos óvulos. A inseminação pode ser realizada com ciclo natural e com estimulação da ovulação (através da indução da ovulação por medicamentos), com resultados muito superiores na última. Algumas das indicações para Inseminação Artificial são:

Passo-a-passo da Inseminação Artificial

  1. Após o diagnóstico realizado e a avaliação completa do casal, inicia-se um tratamento específico para a estimulação ovariana.
  2. São usados hormônios que estimulam o desenvolvimento dos folículos até o momento da ovulação. Estas medicações específicas são iniciadas em casa, a partir do 3º dia do Ciclo, com 4 aplicações subcutâneas no 3º, 5º, 7º, e 9º dias.
  3. Controle da Ovulação (ultrassonografia): Para monitorar o crescimento dos óvulos e o momento certo para o desencadeamento da ovulação, são necessários ultrassons. A data do primeiro ultrassom já estará marcada antes do início dos medicamentos. Assim que os óvulos estiverem do tamanho adequado, será marcada a Inseminação Artificial (transferência dos espermatozóides ao útero). São necessários em torno de cinco exames de ultrassons durante o monitoramento (realizados de dois em dois dias).
  4. Coleta seminal: No dia da transferência seminal, os espermatozóides do marido (ou do doador) serão processados no laboratório. Se o sêmen for do marido, haverá necessidade do comparecimento deste à clínica neste dia, com dois dias de abstinência sexual, para a coleta do sêmen.
  5. A amostra de sêmen é levada ao Laboratório de Andrologia, onde é realizada a seleção dos melhores espermatozóides e a Capacitação Espermática, técnica necessária à ativação dos espermatozóides.
  6. Transferência do Sêmen: Os espermatozóides, preparados com um líquido especial, são colocados dentro de um cateter estéril de plástico no laboratório. A mulher deve ficar em posição ginecológica, como uma consulta simples, e o fino cateter com os espermatozóides é introduzido pela vagina até o útero.
  7. O processo é indolor e não há necessidade de anestesia. O tratamento está finalizado e a mulher pode voltar as suas atividades normais.
  8. Resultado: Após 14 dias da transferência dos espermatozóides será realizado o exame de sangue para verificar se houve gravidez. Em caso de gravidez será marcado um ultrassom que confirmará a gravidez e dirá se há um ou mais embriões.
  9. É importante saber que não há diferença entre a gravidez proveniente de Fertilização Assistida, Inseminação Artificial e a gravidez comum (que não utiliza tratamentos para infertilidade), e as instruções e cuidados são os mesmos como uma gravidez natural.

Saiba mais sobre Inseminação artificial em:

www.infert.com.br

Rua São José, 2779, Alto da Boa Vista - Ribeirão Preto/SP

Telefones: (16) 3625-4737 / (16) 3625-6865 Email: infert@infert.com.br